Treviso Pizzaria_970x90
ARTIGO

Potencialize Você

Por Michelle Cavichioli

04/05/2022 09h28
Por: Redação
Fonte: Michelle Cavichioli
40
Michelle Cavichioli (Foto: Divulgação)
Michelle Cavichioli (Foto: Divulgação)

Você já esteve ou se encontra num lugar de profissional super dedicada, minha vida é meu trabalho, colocando a área profissional como prioridade máxima? Deixando de lado outras áreas importantes da sua vida como saúde física, espiritual, relacionamentos.

Garanto que não é o seu trabalho ou a empresa que você trabalha que te exige isso. Mas sim as condições as quais você se coloca, a sua auto cobrança, exigência para consigo, o perfeccionismo, ou a dedicação extrema em servir, agradar. Não há nada de errado em amar o que se faz, mas colocar alguns limites são necessários, pois o excesso se torna prejudicial.

Seguir este ritmo nos faz esquecer da engrenagem completa que é a vida e de como precisamos de movimento e harmonia em todas essas áreas (Físico, Mental, Espiritual, Emocional). Afinal antes de profissionais somos humanos. Isto também representa que antes de servir eu preciso me servir, estar em constante autoconhecimento, desenvolvimento. Precisamos nos abastecer e nutrir para viver a felicidade no dia a dia. A vida é agora e é você quem faz.

Todo processo de mudança é particular, mas para mudar o que quer que você queira é preciso um desejo muito forte por essa mudança. É preciso que isso esteja vivo dentro de ti, uma necessidade pulsante. Você precisa enxergar lá na frente como você quer estar com essa mudança e se firmar nisso.

Tudo começa com um despertar, com algo que te faz pensar, “hum mas não está legal assim”. Mas se esse desconforto ainda não estiver tão desconfortável, o que normalmente se faz? A gente se acostuma com o que não está bom, protelamos, empurramos, deixamos chegar muitas vezes no último estágio, para então se tomar ações efetivas.

Então eu lhe pergunto, o que está aí forte dentro de você gritando por mudança? Veja, eu perguntei o que está dentro de você, o que está sob seu controle mudar. “Ah eu gostaria que minha equipe fosse mais independente”, “que meu chefe reconhecesse meu trabalho”, “eu gostaria de vender mais”. Isso tudo é externo a você, a questão é o que você precisa mudar para que isso aconteça?

Faça o exercício de escolher um comportamento, pensamento ou atitude que você queira mudar. Alguns exemplos: “insegurança”, “comunicação”, “medo de arriscar”, “posicionamento”. A partir daí comece a se auto-observar nesse comportamento diariamente. A auto-observação é a prática de analisar suas ações e buscar entender as causas, sem julgar-se ou exigir-se. É um trabalho e aceitação e entendimento. Então passe a se questionar “mas porque agi de tal forma naquela situação”, comece a se desafiar, colocando-se de forma diferente do habitual.

Isto é uma forma de preparo, quando nos preparamos nos sentimos mais seguros, a mudança vai se constituindo, vou buscando recursos para me fortalecer no que preciso, potencializar o que já possuo.

Isso me faz lembrar no dito popular “cavalo encilhado que não passa duas vezes a nossa frente”. Interessante analisar que as oportunidades surgem, mas se não soubermos cavalgar de nada adianta. Ou a oportunidade pode chegar e nós nem enxergarmos aquilo como uma oportunidade. Falando na falta de recursos emocionais, eu posso ver as oportunidades como ameaças, colocando-me numa posição sinto frágil diante dela, sentindo-me, pequeno, incapaz de assumir.

Então vamos em busca fortalecimento, potencializar seus recursos!

Vem comigo!

 

Michelle Cavichioli – Psicóloga e Coach, ajudo você a harmonizar vida e carreira. Mentoria Potencialize – processo individual, ao vivo e on-line.

Acompanhe as redes sociais e faça contato:

@michellecavichioli

linkedin.com/in/michelle-cavichioli-64067354

Podcast InspirAção – App Spotify ou Deezer: Michelle Cavichioli

(47) 99139 4988

michellecavichioli@gmail.com

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários