Treviso Pizzaria_970x90
BOMBEIROS

Corpo de Bombeiros em Santa Catarina na coluna do 3º BBM

Conheça o Corpo de Bombeiros em Santa Catarina com destaque para o 3º BBM

01/02/2022 07h38Atualizado há 4 meses
Por: Redação
50

Esta coluna foi criada para divulgar à comunidade sobre as atividades do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Santa Catarina, com sede em Blumenau.

Para melhor conhecimento do leitor, esta primeira postagem trás o histórico do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina já com destaque para o 3º BBM. Nas próximas edições traremos  as diversas ações, campanhas e missões desenvolvidas pela Corporação e, principalmente, os temas que possam disseminar conhecimentos capazes de construir uma cultura preventiva junto à comunidade, conforme informou o Comandante TC Cameu, na matéria postada no final de janeiro.

Conheça o Corpo de Bombeiros em Santa Catarina com destaque para o 3º BBM

O serviço do Corpo de Bombeiros em nosso país foi criado pelo Imperador D. Pedro II, em 02 de julho de 1856, o que o consagrou como patrono dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil. Na oportunidade, o Corpo de Bombeiros estava localizado somente na capital federal, no Rio de Janeiro, mas com o passar dos anos, principalmente após a proclamação da República, diversas corporações foram nascendo em outras unidades da Federação, geralmente dentro da estrutura das Forças Estaduais, antiga denominação das polícias militares. Foi o que aconteceu em Santa Cataria, em 1926.

Alguns anos antes, porém, Joinville já havia constituído uma corporação de bombeiros, mas tratava-se de uma organização voluntária, permanecendo até hoje, desde 1892, com o mesmo modelo. O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina foi criado por meio da Lei 1.288, de 16 de setembro de 1919, mas a instalação foi efetivada oficialmente em 26 de setembro de 1926, no comando do Coronel PM Pedro Lopes Vieira, e com apoio do governador Adolfo Konder.

A primeira expansão do serviço de bombeiros do Estado ocorreu em 13 de agosto de 1958, com a instalação de uma estação de bombeiros na cidade de Blumenau.

Na década de 1960, foi criado o serviço de Salvamento Aquático, para oferecer segurança às pessoas que, em número cada vez maior, procuravam as praias do litoral catarinense. Até então, o Corpo de Bombeiros praticamente se limitava às ocorrências de incêndio e outros tipos de salvamento.

No final da década de 1970, o Corpo de Bombeiros estruturou o serviço de fiscalização contra incêndio, passando a investir de forma mais intensa na prevenção de sinistros, possibilitando uma expressiva redução no número de sinistros dessa ordem em nosso estado.

A década de 80 foi marcada pela criação do atendimento pré-hospitalar, que ocorreu justamente no município de Blumenau, atividade que atualmente responde por mais de 70% das emergências atendidas pela Corporação em todo o estado.

Na década seguinte, observamos a ativação do serviço voluntário no Corpo de Bombeiros. Entre os anos de 1996 e 1998, a Corporação passou a contar com um importante apoio de representantes da comunidade que, após devidamente capacitados, passaram a atender a população em conjunto com os bombeiros militares: os bombeiros comunitários e os guarda-vidas civis (GVC). A introdução de GVC no serviço de salvamento aquático permitiu que, ano após ano, cada vez mais balneários pudessem ser guarnecidos pela Corporação, garantindo a segurança de um número cada vez maior de banhistas, levando a uma diminuição realmente expressiva dos registros de afogamentos nos últimos anos. O surgimento do bombeiro comunitário, da mesma forma, permitiu que cidades menores pudessem contar com uma estrutura de bombeiro, e hoje Santa Catarina é modelo para o Brasil em termos de capilaridade desse serviço.

Por causa desse modelo misto, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina está presente em mais de 140 municípios catarinenses, para atender toda a população com serviços rápidos e de qualidade, fatores que concedem à Santa Catarina o estado com uma das melhores abrangências de serviço de bombeiros do país.

A década de 2000 foi marcada pela emancipação da Corporação. Em 13 de junho de 2003, por meio da aprovação da Emenda Constitucional No. 33 de 13 de junho de 2003, o Corpo de Bombeiros Militar deixa de ser parte integrante da estrutura organizacional da Polícia Militar de Santa Catarina. A partir desta data, adquire o status de corporação autônoma.

Nos últimos anos, a Corporação continua focada em sua modernização e incorporações de novas atividades, a exemplo do serviço de busca e resgate com cães, o serviço aero-médico (com a ativação do batalhão de operações aéreas através dos aviões e helicópteros Arcanjos) e a estruturação das Força-Tarefa, que são equipes especializadas e adequadamente equipadas presentes em cada batalhão do estado, permitindo uma resposta rápida para atuação principalmente em eventos adversos.

Como vimos, Blumenau foi a segunda cidade do estado a contar com uma organização do Corpo de Bombeiros Militar. Ano que vem, a corporação comemorará 65 anos de sua presença no Vale do Itajaí.

Abaixo, vamos acompanhar um pouco dessa história.

Com o alto crescimento da cidade e a forte industrialização, principalmente do ramo têxtil, Blumenau passou a registrar alguns incêndios marcantes durante a década de 1950, motivando a classe empresarial a se mobilizar em busca da ativação do serviço de Bombeiros. Na época, a cidade possuía diversas brigadas de incêndio, mas todas ligadas às maiores empresas. Faltava uma corporação pública de bombeiros que pudesse atender o anseio de toda comunidade. Foi assim que, em 13 de agosto de 1958, com a importante participação da ACIB, o Governo do Estado ativou a Estação de Bombeiros de Blumenau.

Em 1978, foi inaugurado o quartel central, na Rua Sete de Setembro, onde hoje está localizada a sede do 3o BBM. Antes dessa data, os serviços eram prestados por meio de um imóvel na Rua São Paulo, na Itoupava Seca. Ainda com o apoio da ACIB, o Corpo de Bombeiros de Blumenau conseguiu ampliar sua cobertura a fim de melhorar o tempo-resposta dos atendimentos com a inauguração da Base do Garcia (base sul) em 1987, e com a ativação da Base do Saldo do Norte (base norte) em 1992. Hoje, além dessas três bases de atendimento terrestre, Blumenau conta com uma base do Batalhão de Operações Aéreas localizada em um hangar do aeroporto Quero-Quero, de onde o helicóptero Arcanjo-03 presta apoio a diversas regiões de nosso estado, principalmente nos municípios do médio vale do Itajaí.

No contexto histórico do Corpo de Bombeiros de Blumenau, infelizmente algumas tragédias estão presentes, mas que contaram com a importante participação de bravos bombeiros no socorro à comunidade. As enchentes de 1983 e 1984 foram destaques em todo o país, sendo um divisor de águas na organização das defesas civis e na atuação em eventos adversos, tornando Blumenau como referência no assunto. Dezenas de outras enchentes menores foram registradas ao longo de mais de 60 anos de atuação, sendo a mais recente ocorrida em 2011. Em 1990 e 2008, a região sofreu com outro desastre natural, os deslizamentos, ceifando a vida de dezenas de catarinenses. Em relação aos incêndios, várias também foram as ocorrências marcantes, mas o incêndio do Edifício Catarinense, no centro da cidade, em que muitas pessoas foram resgatadas com vida pelos bombeiros enquanto o prédio era consumido pelas chamas, foram uma dessas difíceis de esquecer.

Nessas mais diversas tragédias, nem sempre os bombeiros conseguiram ter pleno êxito nos resgates, mas a quantidade de edificações, patrimônios, bens protegidos desde 1958, e a quantidade de pessoas que foram socorridas, que puderam retornar as suas casas depois de possivelmente terem tido o pior dia de suas vidas neste período, mesmo sendo impossível de contabilizar, conferem a dimensão da importância que o Corpo de Bombeiros de Blumenau tem para o município e para toda região.

Coluna 3º Batalhão de Bombeiros Militar “Conhecendo o Corpo de Bombeiros e suas Ações”

Informações e contatos:  Seção de Comunicação Social do 3°BBM

Facebook: @cbmsc.blumenau

Instagram: @cbmsc.blumenau

E-mail: 3b5aux@cbm.sc.gov.br

WhatsApp: (47) 99943-0569

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários