Treviso Pizzaria_970x90
EDUCAÇÃO

Saiba como será a volta às aulas dia 02 de agosto, na Rede Municipal de Ensino de Blumenau

Novo Currículo da Educação Básica Municipal e obrigatoriedade da apresentação de comprovante de vacinação contra Influenza estão entre as novidades.

01/08/2021 09h15
Por: Redação
Fonte: www.blumenau.sc.gov.br
35
(Foto: Marcelo Martins)
(Foto: Marcelo Martins)

Na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto, os mais de 37 mil estudantes da Rede Pública Municipal de Ensino voltam às aulas. Profissionais da rede, crianças e adolescentes entraram em recesso no dia 19 de julho, seguindo o Calendário Escolar. O retorno das atividades será marcado pelo novo Currículo da Educação Básica do Sistema Municipal de Ensino e também pela obrigatoriedade da apresentação de comprovante de vacinação contra Influenza.
     
A Prefeitura de Blumenau alterou o Decreto n° 13.243/2021, que prevê a obrigatoriedade da apresentação de comprovante de vacinação contra Influenza para a manutenção da frequência presencial no ano de 2021 nos Centros de Educação Infantil e Escolas da Rede Pública Municipal de Blumenau.

Previsto inicialmente para encerrar no dia 1° de julho, o prazo para que os responsáveis das crianças com mais de seis meses e menores de seis anos comprovem a vacinação foi prorrogado para até dia 2 de agosto de 2021. A alteração teve como objetivo ampliar as ações de divulgação da campanha e a cobertura vacinal do público infantil.
  
A secretária de Educação de Blumenau, Patrícia Lueders, destaca a necessidade das famílias apresentarem o comprovante junto à secretaria da Instituição de Ensino, que anexará cópia ao cadastro da criança. “Esta medida contribui para proteger as crianças e cria um ambiente mais seguro para todos”, completa. 
     
Até a primeira quinzena de julho, 12.077 crianças tiveram a comprovação feita nas Instituições de Ensino, mas 1.856 ainda não haviam apresentado documento atestando a vacinação contra a Influenza.   
  
Novo Currículo da Educação Básica do Sistema Municipal de Ensino
     
A partir do segundo semestre deste ano, os mais de 3,3 mil profissionais da Rede Pública Municipal de Educação de Blumenau vão contar com um importante documento nas salas de aula, que norteará a proposta pedagógica de cada Instituição de Ensino. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) fez a entrega do novo Currículo da Educação Básica do Sistema Municipal de Ensino para todos os profissionais da educação pública municipal.

O material levou aproximadamente dois anos para ser elaborado, com a participação ativa de todos os Profissionais da Rede Municipal, sendo aprovado em 9 de novembro de 2020 pelo Conselho Municipal de Educação de Blumenau com o  Parecer nº 082/2020. 
   
Foram contempladas as Instituições de Ensino que pertencem ao Sistema Municipal de Ensino de Blumenau, sendo elas: Centros de Educação Infantil da Rede Pública Municipal, as Organizações não Governamentais conveniadas, a Rede Privada que adotaram o currículo, e as Escolas da Rede Pública Municipal de Blumenau.
       
Alterações previstas

O próximo semestre também poderá ter alterações nos regramentos impostos pela pandemia causada pelo Coronavírus. No último dia 29, a secretária de Educação, Patrícia Lueders, esteve reunida com o Comitê Estadual, que discutiu e aprovou algumas deliberações.  
   
Uma das medidas está a atualização do distanciamento entre os estudantes em sala de aula de 1,5 m para 1 m. Um pleito que havia sido solicitado pelas Instituições que compõem o Comitê Municipal de Gerenciamento do Retorno às Aulas Presenciais de Blumenau ao governo do Estado no início deste mês. Esta solicitação foi resultado de uma discussão levada ao Comitê pelo prefeito Mário Hildebrandt, por meio da secretária de Educação, Patrícia Lueders.
   
O prefeito Mário Hildebrandt levou em consideração dados importantes como os índices positivos em relação à vacinação dos profissionais da Educação e da população em geral: os atuais indicadores educacionais relacionados à frequência presencial dos estudantes nas Instituições de Ensino para o êxito no aproveitamento do ensino; a procura e necessidade da comunidade escolar do retorno presencial, sem escalonamento, mantendo os estudantes por maior tempo nos espaços educacionais.
  
O uso do transporte escolar deverá atender com 100% da capacidade de assentos com os passageiros sentados. Projetos que abordam questões como segurança e saúde deverão retornar no segundo semestre. Na Educação Infantil foi discutida a possibilidade de ter a sua capacidade garantida, dentro de cada sistema próprio. Além disso, ficará facultada a aferição da temperatura dos alunos, trabalhadores e visitantes, previamente ao seu ingresso nas dependências da instituição de ensino. No entanto, deverá ser mantido o monitoramento e controle das entradas e saídas. 
   
Para a secretária de Educação de Blumenau, Patrícia Lueders, é importante destacar que essas discussões e deliberações do Comitê Estadual vão para o governo do Estado. “Todas essas alterações vão passar por avaliação e depois deverão estar contidas em portaria divulgada pelo governo estadual. Neste momento, cada município deve aguardar para que seja possível, dentro do Comitê Municipal, dar os devidos encaminhamentos e comunicar os diretores das unidades”, completa.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários