Treviso Pizzaria_970x90
ARTIGO

Parabéns blumenauense!

Por Quitéria Péres

01/09/2021 15h53
Por: Redação
Fonte: Dra. Quitéria Tamanini Vieira Péres
179
Dra. Quitéria Péres
Dra. Quitéria Péres

Você, blumenauense, sabe que uma caminhada pelas ruas de nossa cidade nos proporciona a beleza dos ipês floridos, dando um tom único à sua arquitetura germânica presente em vários cenários. As flores lembram o papel da natureza em nossas vidas, pois como humanos, fazemos parte dela. A arquitetura, por sua vez, nos lembra da nossa história, a qual, desde a fundação da cidade, passou a ser escrita pelas mãos de muitos ancestrais, alguns alemães, outros italianos, açorianos, africanos, holandeses, poloneses, ucranianos, russos, húngaros, indígenas, etc.É

É essa miscigenação que reside a potência da força deste povo que tantas batalhas tem enfrentado.

Neste dia 02 de setembro, poderíamos falar sobre as enchentes e inundações, quando as águas invadem, sem pedir licença, os sonhos já concretizados do empresário em relação ao seu negócio, do lar decorado com afeto em seus pequenos detalhes e das praças cujos canteiros haviam sido tão cuidadosamente preparados. Todos sabemos que, baixadas as águas, emergem a força e a coragem de reconstruir o que foi destruído como um traço deste admirável povo que sabe fazer de cada dificuldade mais um memorável capítulo de superação.

Poderíamos falar sobre as festividades que atraem o interesse e cativam milhares de pessoas de toda parte do Brasil e até de diferentes países do mundo. A música e a gastronomia encantam os dias de outubro, tornando Blumenau a referência de experiências que as pessoas gostam de resgatar da sua melhor memória: a do coração. Lá estão os momentos felizes, os semblantes estampando sorrisos por ocasião do brinde com chopp, os passos de dança coreografados em grupo, enfim, as experiências que se converteram em boas lembranças.

O momento me convida, todavia, a falar sobre a Pandemia COVID-19. É bem verdade que, nos últimos dois anos, felizmente, não tivemos a calamidade das enchentes, mas, por conta desta inesperada Pandemia, causada pelo COVID-19, não tivemos festividades. Tivemos isolamento social, crise no comércio e na indústria, aulas, reuniões e eventos por videoconferência. Usando máscaras, passamos a sorrir com os olhos. Enfim, continuamos escrevendo nossa história com a força de sempre, renovada pela solidariedade e união de uns para com outros. Sejam quais forem as etnias, as culturas, as características de procedência, instrução ou classe social: somos todos blumenauenses. Parabéns à cidade de Blumenau pelos seus 171 anos e a ti, blumenauense, pelo que és!

3comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários