Treviso Pizzaria_970x90
ARTIGO

A Rede Catarina

Por Jefferson Schmidt

16/06/2021 16h31Atualizado há 4 semanas
Por: Redação
Fonte: Jefferson Schmidt
135
Jefferson Schmidt (Foto: Divulgação)
Jefferson Schmidt (Foto: Divulgação)

Nos últimos anos, tem se considerado as estatísticas de crimes contra a mulher e feito assim emprego do efetivo policial militar para conter este tipo de violência, quer seja no âmbito doméstico, profissional ou nas vias públicas.

Todos os dias chegam solicitações para atendimento de ocorrências que envolvam agressões contra as mulheres, não só físicas; pais, filhos, irmãos e pasmem, até netos são autores de violência contra mulheres de suas famílias. Algo completamente inadmissível e abominável para o convívio social.

Diante disto, as instituições policiais passaram a se preparar para disponibilizar um atendimento mais eficaz e que possa recrudescer o avanço deste comportamento violento. Assim, surgem as delegacias especializadas em crimes contra esta parcela feminina da sociedade e também as chamadas REDES DE PROTEÇÃO, em que órgãos públicos se organizam para dar atendimentos e apoios.

A Polícia Militar, neste contexto, no ano de 2017, criou a REDE CATARINA no intuito de protagonizar no cenário da prevenção, tendo como marco conceitual o “programa institucional direcionado à prevenção da violência doméstica e familiar contra a mulher, estando pautado na filosofia de polícia de proximidade e buscando conferir maior efetividade e celeridade às ações de proteção à mulher. O programa se sustenta em ações de proteção, no policiamento direcionado da Patrulha Maria da Penha e na disseminação de solução tecnológica” (site da PMSC).

Desde sua criação, a Rede Catarina tem feito o acompanhamento, inicialmente, de mulheres que já possuíam decisão judicial conhecida como MEDIDA PROTETIVA, expedida contra seus agressores, na intenção de fiscalizar o cumprimento destas medidas. Atualmente, a fiscalização também abrange os agressores.

O programa está estruturado nos eixos: ações de proteção, policiamento direcionado ao problema e solução tecnológica.

Um trabalho feito em conjunto com o Ministério Público e o Poder Judiciário tem feito uma grande diferença na vida de muitas mulheres que se encontram na linha de risco. A PMSC dispõe, no aplicativo PMSC Cidadão, um canal de integração para o programa REDE CATARINA.

Sou o Coronel PM Jefferson Schmidt

Para entrar em contato: 047988421896 (whatsapp) ou no perfil @soujefferson_bnu no Instagram

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários